sábado, 12 de dezembro de 2015

Um ano atrás...

"Até que chegou aurora, e nos surpreendeu..."

28 de Novembro de 2014. Era exibido o seriado Chaves por volta das 19 horas e 30 minutos, como de costume, pelo SBT. O Brasil estava se divertindo com episódios do garoto atrapalhado, até que surge o Plantão do SBT. Palavras de Rachel Sheherazade:



O Brasil ficou em choque. O México ficou em choque. A América Latina ficou em choque. Creio eu que todos nós ficamos com "piripaque" depois dessa notícia nos pegar de surpresa, mesmo já sabendo que um dia ele poderia ir.

A partir daí, as redes sociais se encheram de homenagens ao grande artista. Os fóruns ficaram com os tráfegos congestionados, pelo grande números de pessoas que entravam em ambas comunidades. Foi uma coisa que uniu raramente as emissoras rivais, SBT e Rede Globo, depois do noticiamento no Jornal Nacional:


Nas redes sociais, a Rede Globo também homenageou Roberto Bolaños. No Twitter, #RipChaves, estava entre os assuntos mais comentados aqui no Brasil, E no mundo, #GraciasChespirito.

Mais tarde, no México, era acontecido a missa de corpo presente do ator. Estavam presentes a família, amigos próximos e colegas de trabalho, como Roberto Gómez Fernandez, Edgar Vivar, Florinda Meza e Carlos Villagrán, que surpreendeu a todos ao comparecer.

Intéprete de 'Quico', abraçou e consolou a ex-colega Florinda
Agora, já se passou um ano. Mas a saudade continua mesma. Saudade do menino do barril, do herói desajeitado, do doutor rabugento, do ladrão malandro, do louquinho de óculos, do dono daquela agência funerária,.. Saudade dos personagens, saudade das histórias, saudade dos momentos mais felizes da infância e da juventude. Essa juventude, que nunca morrerá.

E uma música emocionante, virou a música-tema da saudade que sentimos por esse homem que fez tudo acontecer. Obrigado, Roberto Gómez Bolaños.


Créditos da imagem: InfoBae América.

Nenhum comentário:

Postar um comentário