sábado, 21 de fevereiro de 2015

Hoje é o dia mundial de comer sanduíche de presunto e de seguir o bom Chapolin!

21 de fevereiro de 1929, nascia Roberto Gómez Bolaños, criador de 'Chaves' e 'Chapolin'
É difícil esquecer daquele dia que a TV mundial parou para noticiar a morte de um dos maiores gênios da América Latina, considerado por todos o 'pequeno Shakespeare'. Mas, a vida é assim. Todo mundo morre um dia. E como ele é como nós, todo mundo nasce um dia. E esse dia foi há 86 anos atras. Sim, 86. Ora, a juventude está nos olhos de quem vê. De qualquer modo, ele é jovem ainda!

Roberto Gómez Bolaños - criador do Chaves e do Chapolin Colorado, além de outros personagens - completaria hoje 86 anos. Conhecido pelo seu apelido de  Chespirito, nasceu no Distrito Comedia Federal do México. Filho do pintor Francisco Gómez Linares e da poetisa Elsa Bolaños Cacho. Ambos tinham seus problemas, mas a família vivia feliz. Era irmão de Francisco Gómez Bolaños e Horácio Gómez Bolaños, ator que interpretou Godinez, do seriado Chaves. Teve muitos amores e muitas aventuras, mas duas mulheres fizeram bastante diferença na sua vida: Graciela Fernández, sua primeira esposa, e Florinda Meza, sua segunda esposa atual viúva. De seu casamento com Graciela, nasceu seis presentes. Entre eles, Roberto Gómez Fernández, que já foi diretor de câmeras do Programa Chespirito e produz até hoje o desenho animado El Chavo Animado.

Seu primeiro trabalho famoso como roteirista, foi o filme Los legionarios, com a direção de Agustín P. Delgado, criador do apelido "Chespirito" (saiba mais aqui). Contracenou com a dupla de comédia Viruta e Capulina no filme Dos criados malcriados (onde curiosamente interpretou um vilão), e na TV, no programa Cómicos y canciones. Seu primeiro programa criado, foi El ciudadano Gómez, sendo que não era apenas um programa seu. Lá, interpretava vários personagens e tinha vários diálogos e trocadilhos cômicos. Los supergenios de la mesa cuadrada foi seu primeiro programa solo, que começou como esquete, dentro do programa Sabados de la foturna. Lá foi criado o Doutor Chapatín e Professor Girafales, personagem interpretado por Rubén Aguirre. Mais tarde, Chespirito ganhou um programa próprio, com o mesmo nome Los supergenios de la mesa quadrada. Eles são os personagens principais e outros personagens. Nesse programa, foi criado Los caquitos, uma dupla de ladrões atrapalhados com a grande interpretação de Ramón Valdez e do próprio Chespirito. Logo depois, foi criado o Programa Chespirito, como uma nova fase dos Supergenios. Foi nesse espaço que foi criado Pancada Bonaparte, um maluco que tem como companheiro fiel, Lucas Pirado, além dos dois principais personagens que conquistam os corações de muita gente até hoje na América Latina: Chaves e Chapolin Colorado.

Foi aos poucos que o pequeno Shakespeare foi conquistando o coração do México, e do mundo. Fez turnês pelos países hispânicos, participou várias vezes de programas brasileiros (geralmente, são entrevistas, diretamente feitas no México mesmo), foi uma grande carreira.

Sendo meu personagem favorito, desde criança, Chaves me cativa cada vez que o vejo na TV. Os personagens, os roteiros, as músicas, as piadas, as cenas, ficam guardadas com todo o meu carinho no meu coração. Não tenho palavras para expressar meu amor platônico por Chaves e sua turma (tô falando do seriado, não dá página). Hoje é um dia de agradecer a Deus por ter conhecido um homem como esse. A distância não me desanimou. Para mim, ele sempre esteve perto. Agradeço a Deus por ter conhecido personagens maravilhosos, pois não existem melhores do que esses.

Feliz aniversário, meu amigo, meu companheiro, querido Chaves. Que comemore no céu comendo um monte de sanduíche de presunto. Todo mundo te adora, e saiba que sempre serás eterno.

FELIZ CHESPIRITO DAY!

Compartilhe esse dia tão importante com a hashtag #ChespiritoDay
Ah... Não se esqueçam que hoje é o grande dia de mostrar seu amor ao grande gênio Roberto Gómez Bolaños, no evento Chespirito Day (saiba mais aqui)!

Nenhum comentário:

Postar um comentário